segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Tempo e atrasos

Olá, vocês que vivem do outro lado do espelho. Às vezes me pergunto se tem alguém aí do outro lado. Mas essa dúvida não é meu assunto de agora. Quero em primeiro lugar pedir desculpas. Mês passado disse que estaria aqui, pelos dias de agora, uma versão em quadrinhos de "Gení e o zepelin" de Chico Buarque...
Bem, de umas oito páginas previstas, agora que tem uma página e meia e eu não recebi para botar aqui... Mas, tempo é isso mesmo. Ele se acaba. Lembro de um filme que assisti há muito tempo chamado "Krull", onde havia uma cena em que um senhor gordo e barbudo conversa com uma mulher misteriosa, uma espécie de bruxa que vivia numa caverna protegida por uma gigantesca aranha branca. Era, na verdade, um antigo amor desse homem gordo. Profundamente magoada com o passado e o desenrolar de sua história, a mulher (Lisa) quebra uma ampulheta e dá a areia ao homem gordo. Este não consegue segurar a areia que teima em cair pelas frestas de suas mãos. Finalmente, Lisa lhe diz: "É impossível deter o fluir do tempo. Você viverá até que a areia se acabe." Lembro que o homem gordo morre pouco depois de passar um recado importante aos amigos.
Temos o tempo nas mãos, mas o que fazer primeiro? Se gastamos o tempo arrumando a casa, não trabalhamos. Se gastamos o tempo trabalhando, não arrumamos a casa e gastamos o dinheiro que ganhamos quando gastamos o tempo trabalhando, pagando alguém para arrumar nossa casa e não temos tempo de cuidar de nós mesmos do jeito que se deve. Se gastamos tempo cuidando de nós mesmos, temos que, no mínimo, ter um pai-trocinador, ou uma mãe-trocinadora para gastar seu tempo em ganhar dinheiro para gastarem conosco e assim podermos gastar tempo e dinheiro (deles) cuidando de nós mesmos. No fim das contas, não dá tempo para tudo. Na verdade, temos tempo para quase nada.
Dentre todas as coisas que não deu tempo de terminar, está a tal versão em quadrinhos de "Geni e o zepelin". As postagens para o estúdio em Limoeiro do Norte estão atrasadas, os estudos em 3D também estão atrasados... a coisa está feia mesmo, sabe?
Pois bem. Aqui estão os desenhos que recebi nesses últimos dias. Mais imagens em 3D.
Este é o Chiquinho, em nanquim e em 3D. R.M.A.L. estava sozinho em casa quando desenhou o Chiquinho. A esposa estava há uma semana viajando à trabalho. Daí esse bonequinho de pano, tão sofrido, com o coração jogado num cestinho de lixo.













Finalmente, uma versão fofinha do Wolverine.



E essa.. coisa... que eu não sei direito o que é.




R.M.A.L. desenhou isso em uma oficina de desenho que ministrou em uma escola de Mossoró. Foram três dias de aula, cada aula com duas horas de duração. No primeiro dia, R.M.A.L. desenhou com os alunos o que ele chamou de "animal misterioso". Partes de animais que eram ditadas aleatoriamente (orelha de burro, chifre de boi, pé de galinha...) e os alunos iam juntando essas partes num desenho do jeito que conseguiam.
No segundo dia foram feitos exercícios sobre anatomia, perspectiva e sombreado. O exercício do terceiro e último dia de aula foi juntar as lições num único desenho. Tons de cores, como no exercício de sombreado. Figura humana como nos exercícios de anatomia, ambiente e objetos como no exercício de perspectiva, e tudo isso em uma cena só com o animal misterioso. Este monstro é o desenho que o professor R.M.A.L. produziu enquanto os alunos faziam os seus próprios desenhos.
Às vezes tenho medo de que esse blog vire algum tipo de sala de encontro de fãs de gráfico 3D. E essa, definitivamente, não é a intenção. Nem minha nem de R.M.A.L. Prefiro falar sobre tempo, sobre pedaços de espelho... coisas assim.
Vou por aqui, mas, sem prometer: acho que no próximo mês R.M.A.L. me manda alguma coisa que não seja trabalho de estudio. Espero que seja Geni...

2 comentários:

Equipe do Expressão disse...

Olá, Ren. Vi todo o seu blog e tomei a liberdade de copiar um dos desenhos, o da hora da estrela, de Clarice Lispector, para trabalhar com meus alunos. Fiquei com saudade de seus mangás. Para onde eles foram?

Abraços,
Kalliane:)

Naza disse...

Olá, R.M.A.L.,esse primeiro bonequinho é o meu preferido. Aliás, o trabalho que você faz é excelente.